Conselho Consultivo

Beatriz Maria Alasia de Heredia

Doutor em Antropologia Social pelo PPGAS/ Museu Nacional/ Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986). Realizou Pos-doutorado no Laboratorio Sociologie Européenne CSE/ EHESS/ Paris, França (1992). Professor do Programa de Pós Graduação em Sociologia e Antropologia/ PPGSA/IFCS, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisador de Pronex /CNPq. Pesquisador do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Lider de Grupo de Pesquisa Antropologia da Política. Tem experiência na área de Campesinato, Antropologia da Politica ; Questões Agrarias. Possui livros e artigos publicados em revistas especializadas no Brasil e no exterior. Professor visitante em diversas universidades brasileirasl e em universidades e centros de pesquisa de: França, Argentina, Guatemala e México. Consultorias e Assesorias nas áreas tematicas de trabalho para diversos organismos internacionais.

 

Currículo Lattes

http://lattes.cnpq.br/9815437781554571

César Barreira

Sociólogo, graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará (1972), especialização em Metodologia da Pesquisa Social pela Universidade Federal do Ceará (1993), Mestre em Sociologia pela Universidade de Brasília (1977), Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1987), pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales – Paris (1990) e pós-doutorado pelo Instituto de Ciências Sociais – Lisboa (2008). Professor Titular em Sociologia do Departamento de Ciências Sociais e do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal do Ceará e coordenador do Laboratório de Estudos da Violência da UFC. Pesquisador do CNPq (nível I-A), líder do Grupo de Pesquisa em Poder, Violência e Cidadania do CNPq e pesquisador/gestor do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia Violência, Democracia e Segurança Cidadã do CNPq/NEV. Foi Diretor da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (1986-1988), Secretário Executivo (1997- 2001) e Presidente (2001- 2003) da Sociedade Brasileira de Sociologia. Membro do Comitê Deliberativo do CNPq (2010-atual) e do Conselho Diretivo do CLACSO Conselho Latino-Americano de Sociologia (2012-atual). Foi coordenador do GT Conflitos Sociais, ações coletivas e políticas para a transformação social (2010-2012) e professor visitante na Universidade Lumiére Lyon 2 ( 2000).Foi Diretor Geral da Academia Estadual de Segurança Pública do Ceará (2011-2012). É membro do Conselho Editorial das seguintes revistas:Revista Brasileira de Ciências Sociais (RBCS-ANPOCS), Revista de Ciências Sociais (UFC), Sociologias (UFRGS), Cadernos de Ciências CRH (UFBa), Sociedade e Estado (UnB), Dilemas (UFRJ), Revista Brasileira de Segurança Pública (SENASP), Políticas Públicas e Sociedade (UFMa) e Política e Trabalho (UFPb). Linhas de pesquisa: Sociologia da violência e dos conflitos sociais; Segurança Pública e Sociedade; Poder e processos sociais agrários. Os seus principais livros são: Trilhas e Atalhos do poder: conflitos sociais no Sertão, Rio Fundo, 1992; Crimes por encomenda a pistolagem no cenário brasileiro, RelumeDumará, 1998; Cotidiano despedaçado: cenas de uma violência difusa, Pontes Editora, 2008. Orientou 37 dissertações de mestrado e 25 teses de doutorado.

 

Currículo Lattes

http://lattes.cnpq.br/2382723098584720

José Sérgio Leite Lopes

Antropólogo, Professor Titular do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Fez graduação em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1969), mestrado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1975) e doutorado em Antropologia Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1986). Fez pós-doutorado na École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris (1988-1990). É professor do Museu Nacional-UFRJ desde 1978. Foi professor visitante na Universidade Federal de Pernambuco (2002-2005). Tem experiência na área de Antropologia Urbana, atuando principalmente nos seguintes temas: antropologia do trabalho e dos trabalhadores, meio ambiente e conflitos sociais, história social das ciências sociais relacionadas ao trabalho e antropologia do esporte.

 

Currículo Lattes

http://lattes.cnpq.br/3066846674993272

Mariza Gomes e Souza Peirano

Formada em Ciências Sociais pela FNFi/ IFCS/UFRJ (1970), obteve o mestrado em Antropologia Social na UnB (1975) e o doutorado na Universidade de Harvard (1981). Antes, cursou três anos de Arquitetura na UnB (1962-4). Professora Titular, aposentada, da Universidade de Brasília, é atualmente Pesquisadora Sênior do Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília.  Suas áreas de interesse incluem etnografia e teoria antropológica, rituais, antropologia da política, antropologia em perspectiva comparada. É autora de Uma Antropologia no Plural. Três Experiências Contemporâneas (Editora UnB, 1992), A Favor da Etnografia (Relume Dumará, 1995), Rituais Ontem e Hoje (J.Zahar, 2003), A Teoria Vivida e Outros Ensaios de Antropologia (J.Zahar, 2006) e organizadora de O Dito e O Feito. Ensaios de Antropologia dos Rituais (Relume Dumará, 2001).

 

Currículo Lattes

http://lattes.cnpq.br/8144307793842428

Moacir Gracindo Soares Palmeira

Doutor em Sociologia pela Université René Descartes, Paris (1971). É professor titular da Universidade Federal do Rio de Janeiro e pesquisador 1-A do Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Tecnológica (CNPq). Exerce suas atividades no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional, UFRJ, Rio de Janeiro, desde 1970. Fora da Universidade, foi assessor da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag) entre 1978 e 1989 e diretor de Recursos Fundiários do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (julho de 1985-julho de 1986). Como pesquisador, durante anos de 1970 e 1980, desenvolveu estudos sobre as transformações contemporâneas da plantation açucareira no Nordeste brasileiro e sobre as mobilizações camponesas nos anos que se seguiram ao golpe militar de 1964. No início dos anos 2000, realizou, junto com outros cientistas sociais, uma extensa investigação sobre os assentamentos de reforma agrária no Brasil, de que resultou o livro Impactos dos Assentamentos: um estudo sobre o meio rural brasileiro, Unesp/Nead, Brasília, 2004. Atualmente, é um dos coordenadores do projeto Memória Camponesa , voltado para o registro visual e sonoro de depoimentos de líderes e militantes das lutas anteriores a 1964 e daquelas do período de resistência ao regime militar. É também um dos responsáveis pelo projeto Sociedade e Economia do Agronegócio , uma tentativa de dar conta de todo o (os) conjunto (s) de posições e de oposições sociais que permitem o chamado agronegócio existir como existe. A partir do final dos anos 1980, tem estado voltado para o estudo da política de uma perspectiva antropológica. Entre 1998 e 2005, dirigiu o projeto Uma Antropologia da Política: rituais, representações e violência , reunindo pesquisadores da UFRJ, da UFC e da Universidade de Brasília. No âmbito desse projeto, organizou, com César Barreira, a coletânea Política no Brasil: visões de antropólogos, Relume-Dumará/NuAP, Rio de Janeiro, 2006, e publicou, com Beatriz Heredia, o livro Política Ambígua, Relume-Dumará/NuAP, 2010.

 

Currículo Lattes

http://lattes.cnpq.br/0719039661723103