Coleção NuAP

Em Nome das “Bases”

Como pensar o funcionamento de uma instituição como o Congresso Nacional em termos outros que não aqueles definidos pela própria instituição ou pela legislação que a institui? Como fugir do formalismo que se limita a repetir que a lei e prática não andam juntas sem cair na alternativa trágica da denúncia pura e simples ou da complacência "realista"?
O livro de Marcos Otávio Bezerra escolhe o caminho da análise do trabalho parlamentar. Partindo do funcionamento da Comissão de Orçamento, sua análise transforma-se na análise do cotidiano da ação parlamentar, que em grande parte se confunde com a busca de recursos para os estados e municípios de origem de deputados e senadores. Pensar essa ação é inseparável de se pensar o conjunto de relações sociais em que estão envolvidos os parlamentares, que não se limitam àquelas que são estabelecidas com outros parlamentares, e tampouco aos limites do Congresso Nacional, e remetem a um mundo em que estão presentes assessores, funcionários, prefeitos, governadores, ministros, empresários, etc. Mapeando essas relações, o autor vai mostrar a extensão das relações pessoais na política nacional e vai descobrir na formulação desse tipo de atuação parlamentar uma concepção "nativa" de representação política.

Moacir Palmeira